Menu
RSS

Macabro – Enquanto tomava cachaça, Galeguinho mata homem, decapita a cabeça e as mãos da vítima Destaque

Macabro – Enquanto tomava cachaça, Galeguinho mata homem, decapita a cabeça e as mãos da vítima

Macabro – Enquanto tomava cachaça, Galeguinho mata homem, decapita a cabeça e as mãos da vítima

Crime aconteceu no Novo Gama. O assassino ainda pegou carona com partes do corpo da vítima dentro de uma mochila.

(Com informações da PCGO/GW)

Policiais civis do Grupo de investigações de Homicídios (GIH) de Novo Gama, no entorno do Distrito Federal, prenderam um indivíduo que alega ser autor de nove homicídios qualificados na terça-feira (06). Carlos Henrique dos Santos, por alcunha “Galeguinho”, confessou ter degolado duas de suas vítimas.

Em relação à última vítima de Carlos Henrique, Uenes S. Nunes, chama a atenção o motivo fútil: uma discussão devido ao fato de a vítima ter bebido do conteúdo de uma garrafa de aguardente de cana pertencente ao autor sem a autorização deste. Após uma briga, a vítima foi embora. O homicida, na companhia de um comparsa, decidiu ir no encalço de Uenes. Ao chegarem à residência deste, assassinaram-no enquanto dormia.

Posteriormente, os autores comentaram a respeito do crime que tinham cometido a uma mulher, a qual afirmou só acreditar na prática do crime se os autores apresentassem provas de tê-lo cometido. Estes, então retornaram à residência da vítima e, além de terem-na decapitado, deceparam-lhe uma mão e orelha.

Carlos relatou aos investigadores do GIH ter permanecido com a cabeça da vítima na varanda de sua residência e voltou a consumir bebidas alcoólicas. Posteriormente, ele e o comparsa enterraram as partes decepadas da vítima em uma chácara.

Na segunda-feira (05), Carlos desenterrou a cabeça e a mão da vítima e, colocando-as em uma mochila, pegou carona rumo ao Parque Vaquejada. Nas proximidades desse local, o autor abandonou as partes de Uenes na estrada.

Prisão
Após a equipe de investigadores ter identificado a autoria do crime, o delegado Danillo Martins representou por sua prisão temporária, a qual foi deferida pela autoridade judiciária local. O mandado de prisão temporária contra Carlos foi cumprido em uma chácara no Vale das Andorinhas.

Durante as investigações levantou-se ainda que Carlos havia decapitado outra vítima quando ainda era menor, em 2010. As diligências da PCGO prosseguem com vistas à apuração apuração da co-autoria e obtenção de mais detalhes do crime.

Participaram da prisão os policiais civis Francisco Bezerra, Carlos Walber, Vinícius Bueno, Carlos Vasconcelos, Eufrásia Campos e Eduardo Bastos, coordenados pelo Delegado Danillo Martins.

Última modificação emQuarta, 07 Dezembro 2016 20:00
voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.