Menu
RSS

Praça de pedágio em Cristalina – Executivo e Legislativo cobram soluções sobre prejuízo causado ao bolso do cristalinense Destaque

Praça de pedágio em Cristalina – Executivo e Legislativo cobram soluções sobre prejuízo causado ao bolso do cristalinense

Praça de pedágio em Cristalina – Executivo e Legislativo cobram soluções sobre prejuízo causado ao bolso do cristalinense

Em reunião ocorrida na tarde de terça-feira (07/03), os Poderes Executivo e Legislativo mantiveram diálogo com representantes da concessionária responsável pela rodovia BR 040. Durante o encontro, o Prefeito do Daniel do Sindicato, representantes do segmento agrícola e vereadores da base aliada apresentaram ao diretor de Relações Instituições da Via 040, Frederico Souza, as dificuldades e prejuízos causados pela presença de uma praça de pedágio localizada no perímetro urbano do município.

De acordo com os presentes, os transtornos causados pela cobrança do pedágio e a morosidade no que diz respeito às melhorias nos trechos que cortam Cristalina e Região Metropolitana do Distrito Federal têm sobressaído aos benefícios dos impostos arrecadados.

Representando o agronegócio, os produtores rurais Henrique Gonzatti e Luiz Figueiredo ressaltaram os problemas financeiros e de logística ocasionados com a presença da praça de pedágio na região. Segundo Gonzatti, torna-se impossível por exemplo, trafegar pelo local com uma máquina colheitadeira. “Hoje para deslocarmos até nossas propriedades, temos que desmontar nossas máquinas. Uma vez que tornou-se inviável passar pelo pedágio, talvez nossa solução esteja em criar uma estrada alternativa”, disse o produtor.

Já para o Prefeito Daniel do Sindicato, o prejuízo ao bolso do cidadão cristalinense tem sido enorme. “ __ Para se ter uma ideia, temos moradores do Distrito de Campos Lindos e Povoado de São Bartolomeu, ou até mesmo aqueles que moram pouco depois da praça de pedágio, que para vir à sede do município, chegam a pagar de duas até 04 tarifas. É inadmissível continuarmos enfrentando tal situação. Não estamos aqui para provocar um problema para a empresa responsável pela manutenção da rodovia, mas precisamos solucionar este impasse que tem prejudicado e muito, o cristalinense”, ressaltou o Prefeito.   

Ainda durante o encontro, os Legisladores cobraram uma solução a respeito da criação de túneis e passarelas nos trechos que cortam o perímetro urbano da cidade. Reforçado pela fala de Daniel, o transtorno causado por exemplo aos moradores do Bairro Cristal, com a retirada da lombada eletrônica e quebra-molas, no trevo que liga o centro da cidade ao bairro.

Pontos estratégicos

Argumentando que a Concessionário VIA 040 cumpre as normas estabelecidas no contrato firmado junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres, ainda do ano de 2013, Frederico Souza relatou que a proposta inicial para a rodovia, visa construir algumas passarelas e um túnel na altura da Vila Andrade. Mas que não se pode precisar exatamente o prazo para execução da obra. Uma vez que, tudo está encaminhando para que a concessionária devolva ao Governo Federal a administração da BR.

Ainda segundo Frederico Souza, a estimativa de receitas quando da instalação da praça de pedágio era algo além do arrecadado nos últimos tempos. “Temos tido uma queda de aproximadamente 40%. Por outro lado, a iniciativa pública federal não tem repassado os valores necessários para os reais investimentos na rodovia. Tudo leva a crer que devolveremos a gestão da estrada ao sistema público. Com isso, torna-se impossível viabilizar qualquer tipo de quebra de valores ou atendimento privilegiado aos veículos com origem de Cristalina. O que de fato deveria ter sido feito, foi quando da decisão do local onde seria construída a praça, ter estabelecido uma cooperação político-administrativa acerca do assunto. Hoje não temos muito o que fazer. Cumprimos as regras do contrato.” Concluiu Souza.

Solução jurídica

Diante de mais uma tentativa frustrada de negociação, Prefeitura, Câmara e Segmento do agronegócio propuseram se movimentar com a sociedade organizada, provocando juridicamente a AnTT, para que uma solução possa ser tomada o mais breve possível, a respeito do assunto. (Texto – Geovane José Leandro / Foto: Franklin Ribeiro)

Última modificação emTerça, 07 Março 2017 21:53
voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.