TPL_GK_LANG_MOBILE_MENU
A+ A A-

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\SiteApplication::getMenu() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /home/gwcomuni/public_html/templates/gk_news/lib/framework/helper.layout.php on line 181

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\CMSApplication::getMenu() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /home/gwcomuni/public_html/libraries/src/Application/SiteApplication.php on line 275

Homem é preso por matar amigo afogado, na vizinha Luziânia Destaque

A Polícia Civil do Estado de Goiás de Luziânia, coordenada pelo delegado Maurício Passerini, prendeu em flagrante Marco da Silva (25 anos), logo após a prática do crime de homicídio qualificado por motivo fútil e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

O delito vitimou Justino Rodrigues dos Santos (47 anos) e ocorreu pela manhã, na denominada cascalheira, localizada no Bairro Parque Alvorada II, em Luziânia. Consta do Auto de Prisão em Flagrante que o suspeito e a vítima eram amigos de longa data.

Por volta das 09 horas da manhã ambos já estavam embriagados, ocasião em que passaram na residência de uma amiga para tomar café da manhã. Posteriormente, a dupla foi para cascalheira, no mesmo bairro, onde continuaram a ingerir bebidas alcoólicas e conversar.

A imagem pode conter: texto

Em dado momento, talvez em decorrência do uso excessivo de álcool, houve uma breve discussão entre eles. Os ânimos se exaltaram e, por tal razão, suspeito e vítima brigaram, oportunidade em que Marcos da Silva jogou a vítima Justino dentro de uma grande poça d´agua e o afogou.

O delegado Maurício destaca que as investigações tiveram início logo após a consumação da infração penal, quando Marcos da Silva compareceu na sede das delegacias especializadas e informou que alguém havia matado seu amigo Justino.

Imediatamente, os policiais civis empreenderam diligências preliminares a fim de apurar as circunstâncias, materialidade e a autoria delitiva. Assim, considerando que o conduzido aparentava estar nervoso, suas vestes estavam úmidas e sujas de barro, bem como levando em consideração o teor dos depoimentos de duas testemunhas, passou-se a desconfiar que, em verdade, Marcos da Silva tentou criar um álibi e confundir os policiais civis.

Após mais de uma hora de conversa na delegacia, o suspeito acabou confessando a autoria delitiva, ocasião em que foi preso em flagrante. As causas da morte serão reveladas pelo laudo de exaª DRPCºme cadavérico, que, a depender do caso, fará incidir também a qualificadora do emprego de asfixia. (Com informações da PCGO /GW)

Leia mais ...

Por causa de uma lixeira, pai e filho são assassinados Destaque

Uma briga entre vizinhos, no Jardim Botânico, acabou na morte de pai e filho na fim da noite dessa sexta-feira (8/12). O crime aconteceu no Condomínio Estância Quinta da Alvorada, por volta das 23h45, quando um homem, identificado como Roney Ramalho Sereno, 43 anos, sacou uma arma e disparou contra Rafael Macedo de Aguiar, 21 anos, e Anderson Ferreira de Aguiar, 49 anos. O atirador foi preso em flagrante por uma equipe do Grupo Tático Operacional 41 (Gtop 41), da Polícia Militar, e encaminhado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).

Roney trabalha como segurança no Ministério Público Federal (MPF) e membro da Federação Brasiliense de Tiro Esportivo (FBTE). Na manhã deste sábado (9/12), representantes do órgão foram à unidade policial, para entender o ocorrido e prestar esclarecimentos aos investigadores. 

Anderson Ferreira era funcionário da Presidência da República e morreu na hora. Rafael Macedo chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). Porém, o jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu, às 5h30. Segundo informações de amigos próximos à família, Rafael era o filho mais velho. Ele e o pai estavam saindo de casa para abastecer o carro quando foram atacados pelo vizinho. Testemunhas informaram ao Correio que escutaram de três a quatro tiros durante a noite, e acharam que se tratava de um assalto. 

De acordo com informações da Polícia Militar, a rixa entre os vizinhos era antiga e começou por causa da instalação de uma lixeira. Na delegacia, testemunhas disseram que a desavença entre as vitimas e o assassino se arrastava desde 2014. Um amigo próximo à família, que preferiu não se identificar, informou que Anderson evitava o contato com o vizinho. Todas as questões que o incomodava, como a instalação da lixeira e de uma câmera virada para a casa dele, eram reportadas à administração do condomínio.

No boletim de ocorrência, os militares que agiram no caso relatam que encontraram Anderson caído no chão e Rafael com marcas de tiro e sangramento, recebendo os cuidados do irmão. Em seguida, os militares seguiram até a residência do suspeito, mas ele não se encontrava. 

Acompanhados pela mulher do suspeito, os policiais fizeram buscas na residência e encontraram em um cômodo no andar superior, mais de 30 mil projéteis de calibres variados, de pistolas a espingardas, além de apetrechos para produção e recarga de munições. Todo o material encontrado foi recolhido e apresentado na 6ª DP. A mulher do suspeito, que presenciou o crime, informou aos policiais que o marido tinha pulado o muro dos fundos da casa e fugido.

Posteriormente, uma equipe da PMDF prendeu o autor do assassinato em um bar, localizado na área comercial do Condomínio Mini-chácaras do Lago Sul. Na delegacia, o acusado informou que é membro da Federação Brasiliense de Tiro (o que explicaria o armamento e munição em sua casa) e declarou que só se manifestará perante um juiz. (Texto e imagens – Jornal Correio Braziliense)

 

Leia mais ...
Info for bonus Review William Hill here.