Menu
RSS

Inveja, Perversidade e Covardia – Adolescente é torturada aqui em Goiás. Destaque

Inveja, Perversidade e Covardia – Adolescente é torturada aqui em Goiás.

Inveja, Perversidade e Covardia – Adolescente é torturada aqui em Goiás.

(Redação com informações  de Tom Carlos – DM /GW)

O fato:  um grupo de três adolescentes de 13 a 16 anos torturou e preparou o homicídio de uma amiga de 14 anos, possivelmente motivadas por ciúmes e inveja.

A motivação: a vítima organizava uma festa de debutantes e teria convidado um ex-namorado de uma das suspeitas de praticar o ato infracional.

O que mais choca é a existência de imagens, que revelam a perversidade e o “iter criminis” em sua fase mais dramática: a execução. Uma das participantes gravou o ato infracional.

A fase 1 do ‘caminho do crime’ ocorreu na terça-feira da semana passada, 27, em reunião na casa de uma das algozes, quando tramaram o ato violento.

Investigadas pela Delegacia da Mulher, as adolescentes foram conduzidas para o Poder Judiciário, após expedição de mandado de apreensão.

Nos relatos preliminares, que devem constar do relatório do inquérito policial, a história é descrita em fases e que ocorreram em um período de três horas:

a) Ainda na terça-feira, 27, após a reunião em que premeditaram  o crime, elas cavaram a cova.

b) As meninas convidaram a vítima para uma festa e no local a renderam, amarraram e iniciaram a sessão de tortura.

c) As adolescentes enfiaram absorvente sujo na boca da adolescente. Em seguida, usaram um facão e martelo para ferir a vítima.

d) Com o martelo, atingiram a cabeça da adolescente.

e) Em seguida, jogaram a jovem dentro da cova.

f) De fora, cortaram o tendão do braço da vítima.

g) Uma das torturadoras foi então lavar as mãos sujas de sangue, deixando a adolescente no chão.

h) Quando percebeu que existia a possibilidade de fuga, a adolescente, segundo seu relato,  pulou no muro do lado e pediu ajuda ao vizinho, que identificou as supostas torturadoras.

i) A Polícia Militar de Goiás foi então chamada para realizar a prisão em flagrante: executa a apreensão das adolescentes suspeitas pelos crimes de tortura, lesão corporal, cárcere privado, dentre outros.

Inicialmente, a PM apreendeu uma das suspeitas na residência e outras duas logo após, em buscas que foram realizadas em Trindade.

Em entrevista para a TV Anhanguera, a vítima confirmou o motivo: “Elas falaram que era inveja do meu aniversário. Eu chamei o ex-namorado dela e ele ficou de ajudar na liberação”.

Confirmando as atrocidades acima relatadas, assista à sequência de horrores no vídeo a seguir:

Última modificação emQuarta, 05 Outubro 2016 19:06
voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.