Menu
RSS

Candidatos derrotados em Cristalina acumulam dívidas e estão entre o voto mais caro do Estado Destaque

Candidatos derrotados em Cristalina acumulam dívidas e estão entre  o voto mais caro do Estado

Partindo da prestação de contas dos candidatos a prefeito no pleito 2016,  o cruzamento de dados do TRE – GO aponta o alto custo de uma eleição no Estado. Assim, em matéria publicada neste domingo (13/11), o jornal O Popular trouxe lista dos devedores e quanto custou cada nas principais cidades de Goiás. Com um panorama que mostra uma dívida total de 3,4 milhões – candidatos como Gustavo Medanha (R$ 2,2 milhões), Prefeito eleito de Aparecida de Goiânia e José Gomes da Rocha (449, 8 mil), assassinado durante o pleito em Itumbiara, somam os maiores rombos. Já em Anápolis, o candidato derrotado – João Gomes tem um débito aberto de R$ 240 mil.

Mas como o que nos interessa de fato, é o tamanho do rombo deixado pelos candidatos de Cristalina, vamos a eles. Na lista dos candidatos mais endividados, divulgada pelo TRE/O Popular, configura-se o nome do empresário Gildomar Gonçalves (PMN), cujo apresentou à justiça eleitoral, uma receita de R$ 281.448,00 e gastou R$ 462.072,40. Fechando com um saldo negativo de R$ 193.306,71, como não teve os votos computados em decorrência de sua candidatura ter sido indeferida, não se pôde calcular o custo médio de cada voto.

Já o também derrotado Maks Louzada superou os candidatos de cidades como Niquelândia, Santa Rosa de Goiás e Campinorte. Louzada, que obteve em Cristalina 2.825, a um custo médio de R$ 252,46 cada voto. Na prestação de contas do candidato pelo PSD, consta à justiça eleitoral, um investimento de R$ 713.201,09, tendo de despesas, o mesmo valor. Ou seja, conta zerada perante o TRE.  

Há um ano, a previsão orçamentária para a eleição em Cristalina, estimava-se o valor médio de cada voto, a R$ 48,00.

No entanto, o pódio de voto mais caro de Goiás, ficou para o candidato derrotado Marivan Batista dos Passos (PP), de Divinópolis de Goiás. Por lá, cada sufrágio chegou a custar R$ 1.400,00. (GW)

Leia mais ...

Vereador eleito Silvano da Rádio é recebido pelo Delegado Geral da Polícia Civil de Goiás Destaque

Vereador eleito Silvano da Rádio é recebido pelo Delegado Geral da Polícia Civil de Goiás

(Com informações da PCGO /GW)

O vereador eleito em Cristalina, Silvano da Rádio, esteve, na manhã desta segunda-feira (7), no gabinete do delegado-geral da Polícia Civil, apresentando algumas solicitações referentes ao atendimento da Polícia Civil no município. Silvano estava acompanhando do delegado aposentado João Filisbino e foi recebido pelo delegado-geral adjunto, Marcelo Aires.

Segundo Silvano, a visita serviu para antecipar algumas demandas que devem fazer parte do mandato, a ser iniciado em 1º de janeiro de 2017. O vereador eleito reclamou que o município registra um alto índice de roubos a propriedades rurais. Além disso, a cidade padece com um número reduzido de policiais civis e a interrupção do atendimento aos finais de semana.

De acordo com Marcelo Aires, a solicitação vai ser atendida. “Estamos com um concurso em pleno andamento e vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para sanar eventuais gargalos naquela região”, declarou.

Ao GW, o vereador eleito Silvano da Silva Leite – “Silvano da Rádio” falou do empenho em buscar uma solução cabível para a segurança pública em Cristalina. O radialista explica que mesmo não tendo ainda sido diplomado ou tomado posse, para que possa contar com apoio financeiro em diárias ou outras prerrogativas do cargo, não se intimida em lutar por esta e outras causas em benefício da comunidade cristalinense. E ressalta – “ Temos amigos, e graças a estes amigos, podemos chegar hoje, ao alto comando da Segurança Pública do Estado de Goiás, levando os anseios de nossa gente.” Declarou Silvano.

Leia mais ...

Nos bastidores, vereadores eleitos articulam para conquistar a Presidência da Câmara de Cristalina Destaque

Nos bastidores,  vereadores eleitos articulam para conquistar a Presidência da Câmara de Cristalina

A disputa pela Presidência da Casa Legislativa parece que esquentará nesta semana que se inicia. Passado o período de descanso, os ânimos já se acirram em busca pelo terceiro lugar no ranking das autoridades a assumir o Poder no município. Para tanto, além do já declarado Marquinho Abrão, que segura na votação expressiva como primeiro colocado, o trunfo para disputar o cargo, outros nomes também demonstram interesse.

Na base do Prefeito eleito Daniel do Sindicato, há mais vereadores que demonstram afinco interesse em também disputar a cadeira de Presidente em 2017, são eles:  Silvano da Silva Leite – (Silvano da Rádio - PSDB), que ao GW afirmou mais vez demonstrar sim, interesse e que em decorrência de uma viagem a Goiânia, ao retornar na próxima quinta-feira (10), reunirá com a base aliada para debater sobre o assunto. Também na mesma base, outro nome que desponta é o de Pablo Magela. Representando o PMDB, Pablo relata que buscará o apoio de Vanderlei da Plantebem e do próprio Daniel, em busca pela Presidência. “Estamos vivendo um momento bom para o partido no Estado de Goiás, e isto nos habilita numa possível disputa. A vitória do nosso líder Iris Rezende na Capital, abre novas portas dentro do contexto político.” Afirma  Magela.

O GW também procurou o vereador Marcelo Enfermeiro (PR), que disse não ter interesse em disputar a Presidência. A mesma coisa  afirmou o vereador Valter Tomaz – “Valtinho” (PSD). Bernardo Fachinello (PP) e José Orlando de Paiva (PSD)  não responderam até o fechamento da matéria. No entanto, o pai de Bernardo, o empresário João do Faxinal, afirmou recentemente que em respeito à base, o vereador não disputaria. E que o nome à Presidência será aquele que o prefeito eleito Daniel do Sindicato e seu vice Luiz Henrique virem a apoiar.

Já o Professor Valdson Tolentino Filho (PDT) disse à reportagem que neste primeiro ano de mandato, não demonstrará interesse em disputar a Presidência da Casa e que futuramente não descartará a possibilidade, mas que precisa entender e conhecer melhor a estrutura do Legislativo local.

Indagado se buscaria influenciar na disputa, apresentando os nomes eleitos pelo PSD e partidos aliados, o Prefeito Luiz Carlos Attié informou que deixará os vereadores de sua base unidos e livres, em busca do melhor caminho. (GW)

Leia mais ...
Info for bonus Review William Hill here.