TPL_GK_LANG_MOBILE_MENU
A+ A A-

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\SiteApplication::getMenu() should not be called statically in /home/gwcomuni/public_html/templates/gk_news/lib/framework/helper.layout.php on line 181

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\CMSApplication::getMenu() should not be called statically in /home/gwcomuni/public_html/libraries/src/Application/SiteApplication.php on line 275

Governador, por não respeitar professores e a Educação, tua nota será ZERO. Destaque

Governador, por não respeitar professores e a Educação, tua nota será ZERO.

Geovane José Leandro

 

Quando os eleitores de Goiás depositaram nas urnas os aproximados 70% dos votos válidos, em outubro de 2018, colocaram ali a esperança de um novo Estado. Onde, realizaria a quebra de um regime que já se arrastava por 20 anos. A esperança se fazia na busca do novo que o Tempo Nojo já não oferecia.

Votávamos porém, em um homem que se apresentava como o único que possuía força, postura e TAMANHO capaz de derrubar o coronelzinho. Acreditávamos no coronelzão e tudo ficaria bem, certo? Ledo engano. O que era para mudar, e para melhor, tornou-se o maior pesadelo na vida do povo do Anhanguera. O sonho foi nocauteado desde os primeiros momentos, diante de uma ridícula e falsa transição, que para boi dormir, se esfarelou já nos primeiros contatos das duas equipes – (a que saia e a que ENTRAVA). Mas o pior dos piores ainda estava por vir, bastaram apenas os primeiros fogos de 2019, para que o novo mandatário começasse a explodir suas primeiras maldades contra o cidadão goiano. E aí, eleger seu principal inimigo: o funcionalismo público. Pegando para crucificar, em especial os professores e a Educação.

Eleito para solucionar os problemas do Estado, o Homem começou já nas primeiras horas de 2019, a caça às bruxas. E com o olhar focado no retrovisor, onde, passados mais de 40 dias, continua fitado nas cortinas escuras do passado e no matagal do perilismo, ops... pirilampos. Arrojado sobre uma mula, desconta nos servidores, a queda que o equino lhe provocou.

Assim; reclamar, reclamar e reclamar é o único discurso. Reclamar é o que sabe fazer!  Ao apresentar o que foi “feito” em 30 dias de governo, reclamou ainda mais. Mas destacou que já se fez muito por Goiás. O povo analisou, pensou e chegou à conclusão que havia sim, feito muito. Porém, o muito não agradou. E eis o que se fez: Não pagou funcionários (algo que nunca havia acontecido desde de 1999, e que no caso da Educação, consta de verba vinculada, fundo a fundo), deu início à maior largada contra a Educação, nomeando uma “estrangeira” para o cargo de secretária, não por ser “estrangeira”, mas por não conhecer nossa realidade e ao menos ter a decência de ler o Estatuto do Magistério, para se inteirar ao contexto das Terras Goyazes. Sacrificou professores com redução de carga-horária e salários, não nomeou coordenadores regionais, e o pior de tudo, numa espécie de volta às trevas, fechou-se escolas. Algo que por nenhum pretexto se justifica. Qualquer governante, pelo mínimo de inteligência que possua, sabe que nunca se acaba com escolas, abre-se escola. Amplia-se educação, propaga-se conhecimento e por birra, insistiu em não querer pagar o transporte escolar. Ranzinzo, o coronelzão não conseguiu mudar a mentalidade de infância, dos tempos do papai. Numa espécie de Déjá vu, solicitou que comerciantes vendessem comida e medicamentos aos servidores públicos e que recebessem na base da caderneta.

Também na lista de bondades – acabou com a indústria de multas nas rodovias goianas e aumentou o risco de mortes nas estradas. Detonou com o bom humor dos prefeitos, chamando-os de mentirosos, por não reclamarem na atualidade, os problemas que diziam passar nos tempos de Marconi. Enterrou o projeto Goiás na Frente, que mesmo sendo eleitoreiro, ainda alimentava os sonhos dos municípios. Comprou quilos e quilos de frutas e guloseimas para abastecer o palácio, chamou os pobres para comerem brioches na Casa Verde. Foi arrogante no Legislativo Estadual, não percebendo que os Poderes são independentes.

Feliz e sorridente, com cabelos jogados ao vento, passeia pelo Brasil. Amanhece na TV, conversa com o Bispo e ainda não perdeu o ranço que hoje não é mais pedra, e sim, vidraça. Dia sim, outro também, está em Brasília, não caiu a ficha de que o Congresso é sua antiga casa de trabalho. E que hoje, deve despachar na praça cívica, no Pedro Ludovico Teixeira – (alguém, o avise disso).

E assim, nesta lista de boas ações, professores, policiais, bombeiros, administrativos, profissionais da saúde continuam aguardando com fé, que as boas almas possam tocar o coração de um homem que prometeu ARROCHAR o Estado, mas que não imaginaríamos que seria assim. Nesta luta, pedimos: DesenCaia, Goiás. E em preces, esperamos não precisar pedir em breve: volte, Marconi!

Então, Governador! Lembre-se de que em ano de Ideb, ao corrigir sua prova governamental, a nota será ZERO.

*Geovane José Leandro é professor da rede estadual e jornalista

Leia mais ...

Solo na Escola Destaque

A São Bartolomeu Geradora de Energia Renovável – SBGER, em parceria com o Instituto Goiano – Unidade de Cristalina e Universidade Federal do Paraná, desenvolveu entre os dias 09 a 11 de maio de 2018,ações de educação ambiental com o tema SOLO NA ESCOLA.

As atividades envolveram a capacitação de professores a realização de oficinas didáticas com alunos da rede básica municipal, incluindo a apresentação de experimentos para demonstrar a importância do conhecimento e conservação do solo.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Curso de Capacitação dos Professores – IF Goiano

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, montanha, céu, atividades ao ar livre e natureza

Aula de campo em Cristalina com os professores participantes

Entre as atividades realizadas cabe destacar:

  1. Capacitação da própria equipe do IF Goiano - Campus Avançado Cristalina, paraque os participantes possam dar continuidade ao programa posteriormente, de forma autônoma, de acordo com suas necessidades e especificidades locais encontradas no município;
  2. Elaboração de experimentos didáticos sobre solos que poderão ser utilizados por professores em aulas do IF deCristalina e nas escolas da rede de ensino municipal;
  3. Elaboração de materiais paradidáticos sobre educação ambiental e popularização da ciência do solo a serem distribuídos em formato digital ou analógico para professores e alunos da rede de ensino básico de Cristalina.
  4. Treinamento de alunos do IF de Cristalina para desenvolvimento de ações de educação ambiental e popularização da ciência do solo no município de Cristalina, contribuindo para formação técnica e cidadã dos mesmos;
  5. Realização de oficinas didáticas junto as escolas municipais de Cristalina, com apresentação de experimentos sobre a conservação do solo com tema: Conhecer para Conservar.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé, criança e atividades ao ar livre

Demonstração de experimentos aos professores

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé, céu, atividades ao ar livre e natureza

Aula de campo em Cristalina com os professores participantes

O curso e as oficinas atingiram uma formação continuada e a participação de 36 professores da rede de EnsinoMunicipal; 03 professores do IF Goiano; 05 alunos do IF Goiano; 04 escolas municipais:

  1. Escola Municipal Adalardo Tiradentes Bispo – 21 alunos;
  2. Escola Municipal José Miguel Cury – 108 alunos;
  3. Escola Municipal Cilineu Peixoto dos Santos – 50 alunos;
  4. Escola Municipal Eduardo Paiva Resende -96 aluno;

A realização do curso e a oficina estão vinculadas às ações previstas no âmbito da execução do Programa de Educação Ambiental da PCH Tamboril com objetivo popularizar o conhecimento científico e tecnológico relacionado à ciência do solo, contribuindo para a atualização do ensino de ciências, biologia e geografia, e estimulando a curiosidade e a experimentação nos docentes e discentes.

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Apresentação de experiências aos alunos da rede municipal

A imagem pode conter: 22 pessoas, pessoas sorrindo

Finalização das oficinas na rede de ensino municipal

Leia mais ...

ESCOLA LÁPIS NA MÃO – UMA PROPOSTA PEDAGÓGIC A INOVADORA Destaque

ESCOLA LÁPIS NA MÃO – UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA INOVADORA

INFORME PUBLICITÁRIO

Com uma proposta pedagógica inovadora, a ESCOLA LÁPIS NA MÃO vem por contribuindo para com a Educação do Cristalinense.

Amplo espaço, atividades extracurriculares e profissionais altamente qualificados representam os investimentos implantados no Centro Educacional Lápis na Mão.

Atendendo atualmente da Educação Infantil ao Fundamental II, a Escola em breve contará também com a criação e implantação do Ensino Médio.

Acompanhe a partir de agora, as diversas atividades lúdicas desenvolvidas durante o ano de 2016:

Já no início do primeiro bimestre, a Escola Lápis na Mão realizou as atividades pedagógicas em comemoração ao período da Páscoa. Em consonância com as propostas presentes no Projeto Político Pedagógico, a escola destacou os ideais de  amor, companheirismo, união, cumplicidade, felicidade e amizade. Uma festividade regada também por muitas e guloseimas e alegria. Não deixando de destacar o real sentido da data.

 A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas sentadas

Proposta de ensino centrada no conhecimento - Ao realizar a Feira do Conhecimento, a Escola Lápis na Mão tem por objetivo colocar em prática os conteúdos aprendidos de forma teórica. Para tanto, os trabalhos confeccionados no primeiro bimestre do ano passado ganharam espaço para mostrarem aos país e público em geral, a síntese dos conhecimentos adquiridos em sala de aula.

 A imagem pode conter: 6 pessoas

Datas comemorativas – Das diversas data comemorativas presentes no ano letivo, a Escola Lápis na Mão não poderia deixar passar em branco o dia daquela que dá o maior amor – MÃE. Assim, os alunos do Centro Educacional Lápis na Mão apresentaram seu talentos em homenagem à nossa maior Rainha. Mais uma vez, o destaque para interação Família-escola / Festa Junina:  Podemos dizer que a festa junina está agregada na nossa cultura e reservada no nosso calendário, momento de alegria e diversão sempre aliada ao conhecimento. É assim que encerramos o nosso 1° semestre.

 A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e área interna

Valorizando nossa cultura -  Frente às comemorações do Centenário de Cristalina, a Escola Lápis na Mão destacou a participação dos alunos em um projeto denominado EXPEDIÇÃO. Das atividades propostas, o desbravar dos pontos turísticos da cidade, dentre eles, a Pedra Chapéu do sol, Balneário das Lajes. Momentos marcados pela interação entre os alunos e professores. Despertando em cada educando emoção, curiosidade e busca por um contexto histórico-geográfico. Ainda das comemorações do Centenário, a unidade educacional realizou um dos seus maiores eventos, onde as atividades se concentraram em exposições, danças, apresentação de contos e causos. Momento pelo qual foi possível “desbravar” a cultura e história da Serra dos Cristais.

Contando com a participação de todos os docentes, a Escola Lápis da Mão realizou no mês de agosto, as comemorações alusivas ao Dia do Estudante.  “Numa sociedade com base no conhecimento, por definição é necessário que você seja estudante a vida toda. Ser estudante é compreender o que se ensina e além de compreender, pôr em prática sendo capaz de opinar criticamente diante da realidade social.” Declarou a Diretora Pedagógica Unidade, Professora Ariana Amaral.

O dia dos Pais também fez parte do calendário festivo da Escola Lápis na Mão.

 A imagem pode conter: 9 pessoas

Mundo contemporâneo – Negócios e oportunidades: Oportunidade pela qual os alunos apresentaram os conhecimentos obtidos nas aulas de Educação Financeira.

 

Dia das Crianças – Data máxima para nossos alunos, a Escola Lápis na Mão comemorou em alto estilo, realizando a II Rua do Lazer. Pura diversão, onde o importante é ser criança, é ser feliz.

 

Dia dos Professores – Para a Equipe Lápis na Mão, ser professor é ter a capacidade de "sair de cena, sem sair do “espetáculo". Ser professor é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés. Para homenagear nossos professores preparamos a cada um, uma linda cesta de café da manhã. Afinal, nos preocupamos com os detalhes.

 

Marcada pelo seu diferencial pedagógico, a Escola Lápis na Mão, trabalha com aulas criativas e prazerosas. Onde, a educação cabe em qualquer circunstância e lugar de nossa vida. Aqui na Escola Lápis na Mão,  a educação destaca no que se refere às regras de convivência e o modo que nos relacionamos uns com os outros são aprendidos desde cedo e os professores como agentes formadores de opinião devem proceder de modo em que os alunos se espelhem neles,  colaborando para a construção do caráter, moral e ética dos futuros adultos.

Viagens e atividades externas orientadas – Com a ida a Brasília, os alunos do Ensino Fundamental I visitaram o zoológico e foram conhecer de perto os animais e estudá-los. E ainda, diversão e alegria no shopping, livraria, almoço e cinema.

 

E VEM AÍ, UM NOVO CONCEITO EM EDUCAÇÃO – AGUARDEM !

 

*  QUARTZO.

 

Imagens: Divulgação 

Leia mais ...

Após denúncia, PM localiza arma de fogo em Cristalina Destaque

Após denúncia, PM localiza arma de fogo em Cristalina

Narrativo do fato, conforme a assessoria de comunicação da Polícia Militar:  A equipe da 33ª CIPM (CPCHOQUE) composta pelo Cabo Kleber, Cabo Julio César, Soldado Nascimento e Soldado Rangel estava em deslocamento para o Distrito de Campos Lindos, em Cristalina, na manhã desta sexta-feira, 26, quando foi informada por um homem que, em uma rua próxima ao Parque São Bernardo, havia um veículo Voyage de cor branca, em atitude suspeita.

Os policiais se deslocaram ao local, imediatamente, e localizaram o referido carro, momento em que realizaram a abordagem. Durante busca pessoal, foi localizado um revólver calibre .38, com 06 munições intactas e numeração suprimida.

O autor foi conduzido à delegacia, onde foi autuado pelo crime cometido. (GW)

Leia mais ...
Info for bonus Review William Hill here.